COVID-19 na Suécia

A Suécia teve o primeiro caso de covid-19 no dia 31 de janeiro. Hoje, 31 de março, são 4.435 casos confirmados, sendo 1.979 apenas em Estocolmo.

Imagem: Aftonbladet

Histórico de casos

O primeiro caso de coronavírus confirmado foi de uma mulher de aproximadamente 20 anos que visitou a cidade chinesa de Wuhan. Foi colocada em isolamento no hospital de Jönköping, e foi declarada curada em 3 de março.

Em 26 de fevereiro foi confirmado o segundo caso, que se tratava de um homem de cerca de 30 anos. Ele foi internado no hospital Sahlgrenska, em Gotemburgo, depois de ter estado no norte de Itália.

No dia 27 de fevereiro foram confirmados 5 novos casos. Três casos na Västra Götaland, um em Estocolmo e um em Uppsala. Dois dos doentes, de aproximadamente 30 anos, tinham tido contato com o homem de Gotemburgo, e foram encontrados após busca ativa pelas autoridades. Os outros três tinham sido contagiados no Irã, na Alemanha, e no norte de Itália.

Em 28 de fevereiro, foram identificados quatro novos casos, dois em Estocolmo, um em Uppsala e um em Jönköping.

O 14º caso foi confirmado em 1 de março, na Västra Götaland, uma pessoa de cerca de 30 anos, que esteve no norte de Itália com outra pessoa também infetada, e viajou de avião para Gotemburgo, com paragem na Alemanha.

Em 2 de março, foi anunciado mais um caso: Uma pessoa em Estocolmo, que tinha estado no Norte de Itália, está isolada no Hospital Universitário Karolinska.

No dia 12 de março foram noticiados casos em todos os 21 condados do país.

Medidas do Governo Sueco

No dia 11 de março, o governo sueco proibiu eventos com mais de 500 pessoas. Porém, no dia 27 de março o governo proibiu encontros com mais de 50 pessoas.

No dia 13 de março o governo suspendeu temporariamente a apresentação obrigatória de atestado médico para receber subsídio de doença. Desde então, as autoridades suecas têm se pronunciado na mídia apelando para o bom senso da população para que todos que tenham algum sintoma de resfriado ou gripe permaneçam em casa.

No dia 17 de março foram suspensas as aulas do ensino médio e das universidades, as aulas passaram a ser ministradas à distância. De acordo com os especialistas, adolescentes e jovens costumam usar o transporte público para se locomoverem até a escola ou universidade e isso poderia aumentar o número de contágio. Já as crianças das pré-escolas e do ensino básico costumam estudar próximo à suas residências, logo não usam o transporte público. Além disso, as crianças não têm maturidade para se dedicarem ao ensino à distância e o fechamento dessas escolas poderiam comprometer os profissionais da saúde e de outros serviços essenciais.

A Suécia está indo na contramão?

Muitas pessoas têm questionado o posicionamento da Suécia em relação à pandemia. Afinal, restaurantes ainda funcionam (a maioria delivery), lojas, shoppings, academias, tudo está funcionando normalmente.

De acordo com a vice-ministra da Saúde da Suécia, Maja Fjaestad, as medidas tomadas pelo governo têm o objetivo de inibir a propagação do vírus, proteger os grupos de risco e reduzir os impactos negativos na economia. Ainda segundo Maja, o governo está pronto para tomar medidas drásticas no momento certo e garante que todas as decisões são tomadas baseadas na ciência.

As autoridades suecas evitam tomar atitudes impositivas, então pedem para que os cidadãos “assumam a responsabilidade” e que sigam as recomendações do Governo de trabalhar de casa e de não sair na rua caso tenha algum sintoma de gripe. No último domingo (29 de março), o primeiro-ministro Stefan Löfven advertiu mais uma vez para a seriedade da crise do coronavírus, renovou os apelos para que todos os cidadãos limitem seus contatos sociais.

O fato é que essas medidas brandas não estão agradando todo mundo e a Suécia já começou a ser julgada pelos países vizinhos, que decidiram pelo isolamento total. Porém, ao mesmo tempo que a Suécia vai na contramão do restante da Europa, ela também se prepara para o pior cenário com a criação de novos leitos de tratamento intensivo, hospitais de campanha e preparativos para a convocação de profissionais de saúde aposentados. 

A política de bem-estar social

O governo sueco anunciou que irá subsidiar 90% do salário dos trabalhadores que sejam afastados temporariamente de seus empregos. Além disso, o sistema sueco de proteção social também garantirá o pagamento de seguro-desemprego e apoio financeiro para os mais vulneráveis na forma de benefícios como subsídios para pagar aluguel de moradia.

O Banco Central sueco também disponibilizou um total de 500 bilhões de coroas suecas, a fim de fornecer linhas de crédito bancário a pequenas empresas nos próximos 24 meses. E os impostos das empresas só serão cobrados em 2021.

Soluções fora da caixinha

A companhia aérea Scandinavian Airlines (SAS) dispensou cerca de 10 mil funcionários por causa da pandemia, e mais de mil desses profissionais estão recebendo treinamento intensivo para atuar na área de saúde em combate ao Covid-19.

E a quarentena?

Aqui em casa optamos por fazer a nossa parte, por isso estamos evitando o contato social. O Vinícius está em casa faz 15 dias, a empresa orientou os funcionários a fazerem home office. Meu curso de inglês foi cancelado e o meu curso de sueco mudou para plataforma online.

A escola da Violeta está funcionando, ela chegou a ir normalmente alguns dias, mas optamos por deixá-la em casa daqui para frente. É uma loucura trabalhar e estudar com uma criança de quase três anos gritando e correndo dentro de casa? É, mas vamos nos adaptando e por isso o blog tem ficado um pouco de lado.

Foto: Bia Oliver

A nossa vida social está resumida a nós três. Vamos ao mercado uma vez por semana, às vezes mais, mas sempre um de cada vez. Estamos evitando transporte público, shoppings, restaurantes e lugares fechados, mas todos os dias saímos um pouquinho com a Violeta para andar no parque e tomar sol.

Caso vocês queiram saber mais dados sobre o coronavírus aqui na Suécia, deixo abaixo alguns links de referência.

Referências:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s